Formações ampliam atuação do gestor educacional

Tomando o conceito de gestão como uma postura profissional, uma atitude, um comportamento sistematizado, fica evidente que os profissionais que lideram equipes e tomam decisões no processo educacional precisam estar em contínua formação para essa função a qual foram chamados. Como articuladores de conhecimento, os gestores educacionais devem se abrir tanto para os conhecimentos voltados para o seu fazer cotidiano, como também para aspectos mais amplos do campo da educação e da atualidade.

Nesse contexto, o fortalecimento das lideranças nas escolas e nas secretarias de educação, na figura do coordenador pedagógico, do supervisor, do diretor, do superintendente, do assessor etc., ganha sua adequada dimensão nas formações continuadas. Esses encontros devem proporcionar uma discussão de problemas educacionais do País, do Estado, do município e das escolas, para as equipes refletirem sobre os assuntos tratados e os desdobramentos possíveis em cada realidade escolar.

Objetivos das formações continuadas

  1. Fortalecer a ação gestora no que tange à política educacional da rede de ensino.

  2. Potencializar o profissional que têm uma função gestora no uso de ferramentas que aprimorem sua capacidade de análise e intervenção na realidade educacional.

  3. Avaliar o desempenho da rede de ensino diante das metas estabelecidas.

  4. Exercitar a análise de dados com a finalidade de identificar os pontos fortes e frágeis que os resultados apontam.

  5. Elaborar propostas de intervenção voltadas para a melhoria da aprendizagem dos alunos

As dinâmicas sugeridas para fomentar a reflexão do grupo são:

  • levantamento de perguntas estratégicas acerca da prática gerencial dos participantes relacionadas ao texto;
  • estabelecimento de relações entre o conteúdo dos textos e a gestão da política pública, do ensino, da aprendizagem e da rotina escolar;
  • estudo de casos, previamente organizados pelo coordenador do encontro, atrelados ao tema na prática escolar;
  • organização das atividades em subgrupos para compartilhar perguntas do próprio texto

A análise de dados e informações gerenciais constitui em eixo transversal do encontro e toma como referência: indicadores educacionais, relatórios qualitativos e quantitativos e demais informações advindas do acompanhamento gerencial das escolas. É muito importante que o coordenador da reunião possa ajudar os participantes a estabelecer uma relação entre os dados observados e o conteúdo abordado no texto, sempre que possível.